Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘escola’

E minha ironia sempre presente. Como eu ainda estou de ferias, resolvi fazer um vídeo, quase tutorial, do que você (não) deve fazer na escola. Claro que eu explorei meu capacho amiguinho e só selecionei os vídeos. Mas antes de mostrar a belezinha que ficou a montagem, vai rolar aquela introdução maravilhosa. Sem malícias.

Ah, mas aconteceu também uma mini entrevista com um outro friend, o Yago-Sama-Kamikaze-vejo-yaoi-e-curto-peitinhos, só pra enriquecer a produção. E pra ele não ficar emo e mimimi, viado (brinks amoreco, sem fuzil).

____________________________________________

Às duas da matina, claaaro.

O que você acha que é o objetivo da escola?

Escola seria para formar os jovens pra serem o futuro do pais… Bem isso é o OBJETIVO não a realidade. Se fosse não teria tanta besta burra no Brasil

Pegou pesado, Mc Sinceridade. O que você gosta na escola?

Nada.

Estamos perdendo audiência, melhor fazer apenas um desabafo sobre sua vida escolar e acabarmos com essa budega logo porque os leitores já estão fechando isso aqui sem ver o vídeo :{

Bom ela é de certa forma entediante a unica coisa que valia a pena eram drogados como a Maria (não sou eu, relaxa no crack) e o Allonso (nossa loirinha sensual). É sempre a mesma coisa, os professores achando que são deuses quando estã mais para ladrões de almas. A vontade era levar meu travesseiro do frajola (risus) e um tapa o olho escrito não pertube pra poder dormir nas aulas e não me sentir em uma franquia terrestre do purgatorio. É um tanto quanto vazia e ainda por cima tem umas pessoas que da vontade de ir fatiando aos poucos pra causar mais dor MUAHAUA .. Só sei de uma coisa eu vo direto pro céu.

Esse foi um depoimento bem, erm, verdadeiro. Obrigada pela participação, pode colocar a camisa de força.

____________________________________________________________

A questão é que escola deveria ser um ambiente aonde as pessoas crescem juntas e descobrem como conviver em grupo, absorvem conhecimento e aprendem a viver numa sociedade diversificada. Sem sexo no banheiro ou baseados no laboratório de quimica. Sem bullying ou levantar da cadeira quando a gordinha sentar. Sem professores filhos da puta e alunos que estudam lá desde a abertura da escola. Legal sonhar, né?

Mas como escola sem isso deve acabar sendo um chute no saco, vamos falar sobre a realidade. Em toda turma existe o clube do Bolinha e da Luluzinha. Isso desde 1900 e guaraná com rolha, não é você que vai mudar, leitor RBD. E existem características super notáveis em qualquer panelinha. Vamos à fichas criminais das gangues:

MUCHO MACHOS, MUCHACHOS

(De cima esq -> baixo dir):

Sempre tem um pegador de santas ou mão de vaca (judeu) que não compra nem uma coxinha de galinha na cantina;

O líder garanhão que não vive sem seus capachos e escreve o nome das vítimas no caderninho da Pucca;

O novato que é abduzido por esses aliens estudantis mas é o único com cabeça pra saber que eles não são nada sem a popularidade (é, eu acho esse o mais gatinho);

Um que ninguém sabe o nome mas que só aparece pra dar risadas com o líder;

O melhor amigo do líder, que em alguma fase vai traí-lo ou comer a mulher dele. 40% de chances de ser drogado ou alcóolatra porque é de gente de todos os tipos que o lider precisa. Pode ser gangster ou traficante de armas também.

O nerd que surta e resolve se juntar à esses. Traidor de merda, saia dessas mulheres reais e volte para o SecondLife, quero dar uma voltinha no seu Porsche turquesa; 😦

O viado, i mean, homossexual assumido e amante de Cine;

E um trouxa qualquer tão anônimo quanto aquele-lá-que-não-se-sabe-o-nome mas que aparece mais vezes e tenta catar a sobra das minas do líder.

Agora, o clube da Luluzinha:

"ENTAUM MIM LEVA P/ MIM DÁ UM ROLÉ, EU QUERO DÁ, EU QUERO DÁ!!11"

(Mesmo esquema geográfico da outra foto, cima esq -> baixo dir):

A mulher macho que se chama pau_lão_69 no chat uol, cuidado com ela. 90% de ser a segurança da líder, 70% de odiá-la mortalmente e 95% de estuprá-la, sendo amiga ou não;

Fofoqueira e invejosa, curte espalhar boatos sobre as “amiguinhas” pra ficar por cima da carne seca. Gosta de aparecer, por isso é ruiva. Ruivos não são pessoas normais (beijos, Pedro Gil!);

A líder que quer ser traçada pelo líder dos Bolinha. Cabeça oca mas até que é gente boa, acredita piamente na ruiva. ACORDA, ELA TEM CABELO LARANJA E NÃO É A HAYLEY WILLIAMS !* D:

A santinha que acaba caindo na lábia do judeu. Normalmente é a mais pobre. E vai continuar, ELE É JUDEU, porra;

A gordinha que devia estar no clube dos Bolinhas. Sofre com o bullying muitas vezes mas acaba se escorando na líder, por ser sua amiga (coitada!). Acaba conhecendo o amor (de um leão marinho);

A mais RBD e porra louca da história. No começo fuzilava a líder mas depois descobre que pode ganhar muito com a amizade da mesma (piadas de loiras em primeiro plano);

A mais ~vadia~ da história que trai o lider com o amigo gangsta dele. Tem uma história de vida complicada, muita bebida e oxes envolvido. 20% de estar nessa vida por ser ovelha negra da familia, 40% de morar na Augusta e alguma porcentagem ai (não quero ser pessimista) de morrer de Aids ou overdose.

Bom, se você não é de nenhum desses grupos, PARABÉNS, sobreviveu à uma fase escolar repleta de sanguessugas cerebrais. Se você se encaixa em algum perfil, meus pêsames (ou não, a santinha até que é legal. E a mais RBD também). Se sentiu-se ofendido com alguma brincadeira (judeu, pobre, gordo, vadia, drogado ou anônimo) foi mal ae, mas é tudo nabobrinks.

E agora vamos ao vídeo já que esse post está grande pra cacete e eu cansei desse momento mexicano.

Espero que tenham curtido. E COMENTEM que esse post foi difícil de sair. Olha a categoria que ele tá e tire suas conclusões.

Bjs pra comunidade, AI QUE LINDO QUE LINDO ERERERE

Sigam os naboprodutores desse video: Maria (eu :D) e Felipe de Dios

Anúncios

Read Full Post »

Hoje tive minha primeira aula em um novo colégio.
Digo, deveria ter tido minha aula, MAS colégio federal é uma tristeza, professores faltam, ninguém aparece pra falar qualquer coisa. Raros são aqueles que te apontam a direção certa para onde você tem que ir, etc.
Fora que tava umas 300 cabeças no corredor e mal dava para ver a lista que tinha do lado de ALGUMAS salas. Primeiro eu fui até a puta que pariu e vi que tinha nego me olhando estranho, quando percebi que estava olhando as salas do 2º ano. Ai fui voltando, até descobrir que a minha sala era a primeira do corredor.
Mas isso acontece, é normal.

Quase um colégio. Todo mundo com o mesmo uniforme, querendo porra nenhuma. Só pensando em encher a cara e contrair herpes.

Enfim, vim aconselhar você que estar prestes a entrar para um novo colégio, ou quem sabe, em um novo trabalho, faculdade ou asilo. E não, não será um post estilo matéria de Capricho parecido com “O que fazer para arranjar um namorado” ou qualquer outra coisa com dicas clichês que você está cansado(a) de saber, como “Seja você mesmo(a)”, “Sorria”, etc etc etc.

Lugares que agrupam muitas pessoas de estilos diferentes tendem a ter grupos, conhecido de maneira popular como “Panelinhas”

Uma boa estratégia é entrar em uma logo de cara, pois aqueles que tentam fugir delas tentando dar uma de ecléticos ou se tornam isolados, ou perdem a preferência. Na hora de se fazer um trabalho em grupo, as pessoas preferem outros da mesma panelinha ou invés de escolher alguém que vive falando com outros grupos que não se “encaixam”. A não ser que você seja um colírio da Capricho, que tem que se dar bem com todas as “tribos”, etc. Até com as gurias que fazem cu doce.

Você entrando em um colégio sem conhecer ninguém, dependendo de como as coisas funcionem, estará sujeito a trotes. Então tome bastante cuidado com convites de veteranos sendo  anfitrião demais. Se eles te chamarem para matar aula ou dar um passeio pelo colégio, não faça isso. Mesmo que a pessoa seja do sexo oposto ao seu (ou igual, para o caso dos gays). Fale que sua mãe não deixa ou que você está com crise alérgica, não pode se distrair senão esquece de tomar remédio.

Isso já não é trote. É bule. Por isso aulas de defesa pessoal deviam ser mais importantes que Matemática ou Física.

Outra coisa é lembrar que a primeira impressão é a que fica. Não cometa muitas gafes (uma ou outra até é normal), pois você pode ficar marcada e tal.

Para causar uma boa impressão basta ter o que você quer passar para o outro. Se você quer que pensem que você é simpática, é só você você imaginar que você é que você acaba se tornando. Se quiser que pensem que é divertida, é só pensar que você será. Se quiser que pensem que você é do -deabo, é só pensar que você será. Se quiser que pensem que você é metaleiro, ai é só imitar o galo.

Acho que só isso já dá para você sobreviver o tempo suficiente. Não ligue para bullying que ele acaba e nunca empreste dinheiro, mesmo que seja para um valentão. Ninguém consegue ter a capacidade de lembrar de devolver. Ou então, lembram e não devolvem.

Ah, já ia esquecendo… Seja você mesmo (a). 🙂

Read Full Post »