Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘shopping tijuca’

Bu.

Se assustou né, coleguinha? Não? Nem eu.

Pra falar a verdade, assim que vi esse trailer eu pensei: ”Wow man, preciso ver esse filme. Quero me cagar no cinema, yay.” Fui lá pro Shopping Tijuca, encontrei toda a patotinha do CAp lá. Um comentário aleatório:  se você quer se livrar da praga capiana NUNCA vá ao Shopping Tijuca. Aquilo é um antro e é lá que nos proliferamos.

Mas enfim… Lá fui eu, depois de um puta rodízio na Parmê, assistir ao filme. Claro que tiver que perder 20 minutos preciosos na fila dos ingressos, na fila da pipoca e na fila para convencer a minha amiga de que ela não seria estuprada por fantasmas sedentos por sangue de menstruação. Depois de eu ter colocado em prática minha arte de apelar (“Ou vê essa porra ou mando a Samara te levar pro poço dela!”) fomos entrando na sala 6, todos serelepes.

Fila “H”. “H” gente, depois da “G”, porra. Ai seus analfabéticos, sobe mais uma. Ae, agora cadeira 12 pra mim. Desculpa, to passando, DÁ LICENÇA, COLÉGA?

Senta. Uaah, cadeirinha fofa…

Vitória, a cagona diz: MARIA, TO COM MEDO! D:

Maria, a gentil diz: Ainda nem começou. Vai se foder, Vitoria.

Apagou a luz. “Ae, é agora! Bora galere, invadir o territorio dos mano ghost.

(Maluco do filme narrando) “Minha mulher se sente perseguida. Ela é o Tarso do reino dos fantasmas. Nao tenho dinheiro pra chamar o Dr. Castanho, acho que vou dar um de BBBabaca aqui. Fiz curso básico de winchester, to podendo. Blá blá bla, whiskas sachê.”

Lençol da cama levanta, gritinho homossexual, mulher é arrastada feito boneca de pano.

Vai Emilia dos infernos.

Hora do talquinho. Coloca na porta, pro fantasminha deixar suas ~pegadas~ e não se perder. Volte sempre, querido Gasparzinho. Alguns efeitos sonoros do WMM, a mulher diz que ta tudo bem, tudo tranquilo, vou pra buraco negro, lá tem pó de sobra. Levanta 3h da matina, sai do quarto. O camarada marido dela, apaixonado pela cria do satã, vai atrás. Tuc tuc tuc, passos, tuc tuc tuc… BLOFT. A fofa da demônia taca o maluco na camera.

Pára de apertar meu braço, Vitoria, porra. Já acabou essa merda. Olha a mulher ai, vai te dar um sustinho. Fez ~graaw~ na câmera. Ae, fim.

Epic fail.

Que filme de merda. E não é por ser de baixo orçamento, não tenho esse tipo de preconceito. Meus amigos do Turano são tudo abaixo da linha da miséria e eu tô sempre com eles. Mas é que, simplesmente, não atingiu 0,01 da minha expectativa, e da expectativa do próprio trailer, que ja não é grande coisa. Achei aquela mulher do meio do trailer, com aquela lapa de boca aberta, mais assustadora que todo o resto.

Apesar de tudo, acho que valeu a pena ter ido assistir. Percebi que a maioria das pessoas ri do próprio medo. Ou talvez elas estivessem rindo da mulher sendo perseguida pelos aprendizes de capeta.

Ou melhor: talvez estivessem simplesmente achando graça da Vitoria ter se cagado diante de um filme tão ruim. No final das contas, foi um dia super feliz e nada medonho.

Pena que não tinha pizza de nabo, mas essa eu supero.

@ma_groaw

Anúncios

Read Full Post »